Autor: NanaEmCores

🌺Nota sobre ela : tem dois medos, solidão e companhia que não vale apena...🌺 ▪ I'm a mess i confess !! ▪ 👻 : nana_pinhoo

Emagrecer por escolha alheia …

adipositivity

 

 

Me deparei com esse texto compartilhado no Facebook e tinha que traze-lo ao blog, especialmente porque a cobrança sobre emagrecer não para, comigo e com qualquer pessoa que esteja acima do peso…vale a leitura!

 

Eu vou falar uma coisa pra vocês sobre ser gorda e sobre emagrecer que tá há muito tempo engasgado na minha garganta:

Talvez alguém escolha ser gorda, aceite ser gorda e se sinta linda gorda (porque somos mesmo), mas NINGUÉM, PRESTEM BEM ATENÇÃO: NINGUÉM escolhe emagrecer. Eu como feminista, que estava bem com meu corpo há muitos quilos atrás e inclusive com a minha saúde, eu nunca escolhi emagrecer, foram vocês que escolheram por mim, desde criança quando a professora da escola dizia que eu tinha que comer menos no recreio porque se não nenhum menino ia gostar de mim, quando aquela parente que eu não via há muito tempo comentava: ”nossa, seu rosto é tão lindo”, quando aquela amiga da minha mãe dizia pra eu emagrecer pra arranjar um namoradinho (porque mulheres vivem só pra isso), quando aquele menino ficou com a gorda e disse pros amigos que era porque tava bêbado, quando naquela novela a gorda é ridicularizada o tempo todo, quando o banco do ônibus não cabe a gente, ou quando a sociedade usa a carteirada de uma vida saudável por traz da sua gordofobia, mas e se eu mostrasse meu exames e dissesse que tava tudo OK??

Eu não estou fazendo uma apologia ao sedentarismo, ou a falta de saúde mas as pessoas devem poder escolher, nem todo gordo é doente, nem todo magro é saudável e afinal, desde quando vocês se preocupam tanto com a saúde alheia?? Porque a minha amiga bem magrinha, que comia frituras e doces diariamente e tinha colesterol alto, nunca ouviu ninguém falar que ela precisava se cuidar, que precisava cuidar da saúde.
Emagrecer não foi uma escolha minha, e ás vezes eu me sinto culpada por isso, as vezes acho que isso pode fazer de mim menos feminista, mas daí eu lembro que foi a sociedade que me empurrou pra aquela mesa de cirurgia. Quanto mais eu ouvia: ”nossa, você tá engordando, não faz isso, você é tão legal, seu rosto é tão bonito”, adivinhem: mais eu engordava. Ainda que uma gorda seja saudável, feliz, empoderada…vocês sempre arranjaram um jeito de em algum momento importuná-la com sua gordofobia.

Por fim eu queria dizer que é horrível emagrecer e ver como as pessoas te olham diferente, como te acham mais legais, como aquela pessoa que você sempre foi afim e nunca olhou na sua cara te manda mensagens te chamando pra sair, é horrível ver que o seu corpo vale mais do que você, vale mais do quê sua vida, vale mais do quê sua felicidade. Eu ainda estou longe da magreza, e estou bem assim, não me encham o saco e por favor parem de enfiar seus dedos nas gargantas de nossas mulheres pra que elas se encaixem nos padrões escrotos de vocês.

Por Barbara Quadros

 

Complemento que tenho nojo de qualquer olhar que sinta por mim, com nojo, duvida, estranheza, queria que as pessoas fossem mais acessíveis e se preocupassem em nos conhecer independente da cor, peso, credo e afins!

Anúncios

Preconceito contra gordos

gordo
“Num mundo justo, os gordos teriam o seu lugar – e o lugar seria bem amplo! Falo sério: vivemos em meio a muito preconceito e os gordos e gordas são um dos grupos mais atacados. (Não direi aqui gordinhos, fofinhos ou fortinhos: isso é tão preconceituoso quanto chamar um negro de “escurinho”).
Durante o século 20, as mulheres, os homossexuais, os negros, e outros grupos discriminados lutaram contra o preconceito. Conseguiram avanços e, hoje, quem faz piada machista ou racista pode até ir preso. E os gordos, quem os defende? Ninguém.
Pois ao contrário das mulheres, dos homossexuais e dos negros, que são o que são e ponto, criou-se a ideia de que ser gordo é um estado que pode – e deve – ser ultrapassado. Que o “normal” é ser magro e, para isso, basta ter vontade, determinação e coragem. Mentira! Desde que o mundo é mundo existem gordos e magros. Quando a Terra acabar, eles ainda estarão entre nós.”
 
Esse é mais um texto, pequeno até, diante de tanto preconceito de mais uma pessoa que como nos se sente mal cada vez que ouve ou lê algo sobre ser GORDO. Tratam-nos como se tivéssemos um tipo de “lepra social” sem exagero pois só quem sente na pele isso sabe como definir e isso tem que acabar…
Vamos nos unir e lutar com dignidade e mostrar as pessoas que ser gente não é questão de tamanho!
Texto de 2010, reflita, hoje quem defende ou estende a mão para os gordos em 2014 ?  Continuamos sendo tratados como a escória da sociedade, comparados a pessoas desleixadas, preguiçosas entre tantos outros infinitos substantivos negativos, por isso não desistimos da nossa GUERRA !
Abraços, Nana Pinho

O Peso do Preconceito

direito

No dia vinte de dezembro de dois mil e dez, começava nossa jornada no blog , jornada essa que começou entre mim, Nana Pinho, e Renata Cotta, que depois fomos ganhando aliadas, como Milly Costa, entre outras tantas mulheres cansadas do preconceito principalmente contra os gordos, que havia virado moda.

Renata então abre o blog dizendo :

Não é porque estamos acima do peso considerado ideal por muitos que somos criaturas de outro mundo. Somos pessoas normais. Namoramos, trabalhamos, fazemos novas amizades. Deus fez a diversidade. Existem pessoas loiras, morenas, negras, magras, gordas, deficientes, gays, heterossexuais. E tudo deveria ser natural. Todas as lojas deveriam vender roupas de tamanhos grandes, assim como ter acesso facilitado para portadores de necessidades especiais, não é mesmo? É uma questão de igualdade de direitos. Por que ser negro é ser diferente? Por que ser gordo é ser diferente? Então quer dizer que todos nós deveríamos ser brancos? O mundo não teria graça!

Bom, é mais ou menos essa a premissa da nossa luta!  Espero que vocês gostem e nos ajudem a divulgar essa ideia! Tenham todos um bom dia!

E daí em diante, ate hoje lutamos pelo respeito, pelas diferenças, escolhas e opiniões, espero que vocês continuem dando força a nossa luta e virem ATIVISTAS CONTRA QUALQUER PRECONCEITO !

Abraços, Nana Pinho